domingo, 24 de janeiro de 2010

Festival Gastronômico do Itaim


Vale a pena pelos preços e pelos restaurantes! Corre que ainda da tempo. Aproveita semana que vem e janta fora todos os dias... Como eu fiz essa semana! Bigodones Bank Lawyers só vai sentir 13 de Fevereiro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Adorei o cardápio do Torero, e do La Tambouille e conferi os frutos do mar do Porto Rubaiyat. Atendimento bom, lugar bem iluminado e decoração bonita. Achei um pouco voltado demais pros gringos, como nas opções de sobremesa, que até deixaram um pouco a desejar. Mas o buffet tem saladas ótimas, ingredientes frescos, e os frutos do mar grelhados achei deliciosos! As costelinhas de tambaqui, e os camarões pitu são finamente grelhados, no ponto e tempero perfeitos. Não estranhe se levantar para ir ao buffet e quando voltar sua bolsa estiver amarrada à sua cadeira. A casa informa que é por segurança.
Sua ou deles?
A casa só aceita visa, mas o vallet é cortesia. Detalhe raro em São Paulo. A promoção no restaurante estende-se ao buffet e ao buffet de sobremesas a vontade. Sem vinho, mas com cervejas e refrigerantes saiu a R$ 70,00. E valeu muito a pena.


Porto Rubaiyat

Menu

Entradas
Mesa de pratos frios, salada de folhas verdes, salmão defumado, aspargos, salpicão de frutos do mar, torre de tomates com mussarela e mexilhões ao vinagrete.
Principais
Pirarucu fresco ao leite de castanha, pescada amarela ao molho de maramanga, bobó de camarão, moqueca de surubim, arroz branco e de chicória, paella marinera, robalo ao molho Meunière, lula en su tinta, pure de batatas com espinafres, lasanha de frutos do mar, peixes brasileiros de rio grelhados.
Sobremesas
Buffet de sobremesas variadas.


Rua Leopoldo Couto de Magalhães Jr., 1142.

Confira os menus dos participantes:

La Tambouille
Bar des Arts
Sallvattore
Thai Gardens
Freddy
Quattrino
Eñe
Sassá Sushi
Torero Vallese
Picchi

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Cupcakes!






Super encomenda que me deixou muito feliz! Cupcakes de chocolate com doce de leite, limão, fubá com goiabada, chocolate com brigadeiro e banana com doce de leite!
Alguns mini desastres ocasionais da primeira encomenda! Não se engane pela fofura e pelo tamanho, essas mini delícias dão um trabalhinho!!!!!
Tomara que o pessoal do escritório tenha gostado tanto quanto meu avô, que quase não deixou os bolinhos irem embora!

Cupcake de limão

1 e 1/2 copo de farinha
raspas de dois limões sicilianos
1/2 colher de essência de baunilha
100g de manteiga
1 e 1/2 colher de sobremesa de fermento em pó
1 copo de açúcar
3 ovos
1/2 copo de leite

Retire as raspas dos dois limões e coloque junto ao açúcar no bowl da batedeira. Com as mãos esfregue bem as raspas no açúcar. Depois bata esse açúcar com a manteiga e a essência. Junte os ovos um por um. Adicione o leite e os secos aos poucos

Para a cobertura misture na panela uma lata de leite condensado com o suco dos dois limões. Cozinhe pouco, para ficar um brigadeiro mole. Deixe esfriar dentro da geladeira já no saco de confeitar.


Essa receita rende exatamente 20 cupcakes grandes.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Menu

Revista Menu
Janeiro/2010

Pg 12
Aprendiz de Cozinheiro


Hugo Ibarzabal e a descoberta da pólvora
"Quando era criança e morava numa fazenda em Pasteur, cidade no interior da Argentina, meus amigos e eu descobrimos que era possível fazer um tipo de pólvora caseira ao juntarmos carvão moído, sal grosso e enxofre. Colocávamos em uma caixa e nos divertíamos ao ver as pequenas 'explosões'. Nessa brincadeira, percebi que o cheiro do carvão queimado, que normalmente irrita o nariz, não era tão forte. Quando adulto, resolvi usar esta descoberta da infância ao montar a minha churrasqueira. Claro que causou estranheza em muitos clientes, que me viam colocar sal grosso no carvão. Achavam que era para deixa a carne salgada! Mas na verdade é só uma forma de o anidrido carbônico não deixar um gosto forte na carne e até evitar uma digestão mais pesada. Primeiro eu forro a base com uma folha de jornal, depois acrescento um guardanapo embebido em óleo, pois isso forma uma 'lamparina' e mantém a chama acesa por cerca de 15 minutos, tempo suficiente para atingir o carvão. depois de colocar os pedaços de carvão, acrescento um punhado de sal grosso no meio. Logo você notará umas faíscas saindo da churrasqueira, sinal de que o carvão está expulsando o gás indesejado. Quando as brasas estiverem benfeitas, a churrasqueira está pronta para o preparo de uma autêntica parrilada argentina."

Hugo Ibarzabal é chef e proprietário do restaurante e bar Buenos Aires, em Embu das Artes (SP).


Viagem de Sabores
Pg 49

Cresce a procura por destinos gourmets, em programas que incluem desde roteiros sob medida, guiados por chefs, até visitas a cozinhas de restaurantes.
por Beatriz Marques

Uma reserva para jantar no elBulli, na pequena cidade de Roses, define a Espanha como destino de uma viagem de férias. A chance de conversar com uma cozinheira de lámen, o típico macarrão japonês, leva turistas a visita guiada por um chef de cozinha ao País do Sol Nascente. Provar um vinho que ainda envelhece em barris de carvalho, acompanhando os comentários do enólogo que o elaborou, é outra oportunidade de dar água na boca. Roteiros assim, rumo a novos aromas e sabores, atraem casa vez mais pessoas interessadas nos chamados destinos gastronômicos, criados pelas agências de viagens sob medida para o turista de garfo e faca.
"Montamos o roteiro de acordo com o desejo do cliente", conta Tati Simões, sócia da Gouté, agência especializada em destinos gastronômicos inaugurada em agosto de 2009. Junto com sua sócia Daniela Hispagnol, ex proprietária do restaurante Toro, em São Paulo, Tati vai até a residência do futuro viajante para entrevistá-lo e descobrir seus gostos e paladar. "Reparamos até na decoração da casa, para conhecer o estilo do viajante", conta a executiva, que, antes da Gouté, trabalhou na The Leading Hotels of the World, rede especializada em hotéis de luxo. Depois de tudo anotado, a dupla corre atrás dos hotéis, das passagens aéreas, das reservas em restaurantes estrelados e até de contatos prévios com os chefs, tudo para saciar a fome do cliente.
Nestes roteiros, muitos turistas querem mesclar destinos requintados, como um jantar em restaurantes três estrelas no Michelin, com outros não tão óbvios assim, fora dos guias de viagens. "Em Paris, chego a recomendar muitos bistrôs não frequentados por turistas", afirma Neriton Vasconcellos, proprietário das agências Píer 1, especializada em roteiros marítimos, e da Rainbow.
Muitos procuram também se inserir na cultura local, entendendo um pouco mais a origem de uma receita ou o gosto de um tempero. "Eles querem ver as comidinhas de rua, os pratos típicos preparados nas casas de família", diz Teresa Perez, proprietária de uma agência de viagens que leva seu nome. Há 25 anos no mercado de luxo, Teresa não se esquece do encanto de um pequeno grupo de brasileiros ao ter contato com cozinheiras, numa viagem guiada por Istambul e Capadócia. Vestidas com longas saias e sentadas no chão, elas preparavam o pão em pedra aquecida.
Ter um chef que conheça o destino, fale português e se transforme em guia é um dos pontos altos do pacote. Em outubro de 2009, Teresa levou um grupo para o Japão, guiado pelo sushiman Jun Sakamoto. Os 14 viajantes puderam conhecer endereços de Tóquio e Kyoto que Sakamoto frequenta e mantém contato com seus proprietários, como os restaurantes estrelados Giro Giro, Junidanya e Kicho.
Outro atrativo são as refeições preparadas pelo chef brasileiro em terras estrangeiras para o grupo de viajantes. Aqui, o planejamento da viagem é fundamental para garantir todos os ingredientes e utensílios em mãos. Esta preocupação faz com que Ioran Sheps, sócio da S3 Turismo, vá antecipadamente aos destinos para não ter falhas no roteiro. (...)
Roteiro semelhante está sendo criado pela dupla Tsuyoshi Murakami, chef, e Marcelo Fernandes, empresário. Sócios do restaurante japonês Kinoshita, em São Paulo, os dois viajam para o Japão uma vez por ano para se atualizar sobre as tendências gastronômicas do país. Agora, em 2010, eles planejam duas viagens para Kyoto e Tóquio, na primavera e no final do outono, estações marcantes para a culinária nipônica. "Depois da minha primeira viagem ao Japão, muitos clientes me pediram para organizar um roteiro gastronômico para eles", conta Fernandes. No programa, ainda em elaboração estão previstas visitas ao mercado de peixes Tsukiji, ao restaurante Kyubei, sushi-bar em Tóquio, e também à casa de uma senhora que faz lámen.
Pacotes temáticos já montados se somam a estes roteiros personalizados. O programa Gouté Confiance leva pequenos grupos, de até dez pessoas, para conhecer destinos gourmets em programas sempre ciceroneados por um chef ou especialista no tema. Para este ano, a Gouté tem agendado sete viagens - estão incluídos desde roteiros nacionais (nossa região Norte com a chef Ana Luisa Trajano, do restaurante Brasil a Gosto) até os achados gastronômicos de Nova York e Paris por Juliana Motter, dona da doceria Maria Brigadeiro, na capital paulistana. (...)


Gouté
http://www.goute.com.br/site/

S3 Turismo
http://www.s3turismo.com.br/

http://www.enoamigos.com/

http://eduluz.wordpress.com/