quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Carta à meu pai

Ei, pai...
Você parece tão frágil, assim, nessa cama de hospital... Tirando um cochilo, com a respiração forte, a boca semi aberta, como se você estivesse muito cansado, exaurido de forças físicas... O que minha mente não consegue entender pois você não praticou esporte hoje, não subiu seu lance diário de escadas do escritório, nem fez sua caminhada aeróbica...
Você emagreceu, pai... A tv te sugou alguns quilos esses dias...
Perdeu gordurinha mas não perdeu o bom humor... Continua a rir à beça, a conversar... Jogamos baralho, eu deixo você ganhar só pra ouvir suas gracinhas... É bem mais gostoso do que a vitória de um jogo besta...
Pai, tenha certeza que nada no mundo inteiro me aflige mais que imaginar minha vida sem você. Sem seu sorriso fácil, sua risada constante e engraçada, seu bom humor, sua piadinhas incorrigíveis...
Deixo meu sofá de acompanhante pra me apertar com você na sua cama... É melhor pra ver tv daqui... Minha cabeça encontra aquele espaço que você me guardou no seu peito, incrível como encaixa certinho... Você dorme rápido mas eu não consigo... Fico atenta à sua respiração, desligo a tv pra escutar seu coração... Tenho medo que ele pare enquanto eu durmo... Ouvi dizer que ele anda meio fraco...
Mas ele é seu, e como você, não foge do serviço. Sempre me dá sinais que está ali, pronto pra batalha...
Quando o médico chega, faço as mesmas perguntas que já fiz, só pra ver se detecto alguma coisa que ele não quer me dizer... Você chama minha atenção, fica bravo... Desculpa, pai... Não consigo evitar...
Agora vai, pai!Acorda logo desse cochilo, vamos jogar mais uma partida, já tem 1h e 40 minutos que não escuto sua risada...

6 comentários:

Maria Teresa disse...

Ah Ma, vai dar tudo certo se Deus quiser! Mas guarda um pouquinho deste peito para mim. Beijos.

Iliane disse...

Marina..desculpa...conhecendo seu blog..agora atraves do cozinhadomundo!!!!e..a unica coisa que tenho a ti dizer é :que não tenho muito a dizer..só:emoção!!!já passei situações assim como a sua..amo meu pai..mas..que a mim mesmo!!!seu pai..vai ficar bom..e..vocês vão fazer coisas lindas juntos!!menina..quanta emoção bonita!fica bem...

Sergio disse...

Marina, filha do meu primo Ernesto, minha sobrinha...
Transmita ao Ernesto nossas orações e torcida para sua completa recuperação.

Um forte abraço e fiquem com Deus.

Sérgio,
BSB

Um catador disse...

Maca,

Em Barreiras, Salvador ou Brasília estou por aqui. Vou tentar falar com você nos próximos dias. Beijos!

Josemeire disse...

Marina,

Desculpe estava atrás de uma receita de camarão na moranga e me deparei com seu blog. Gostei tanto do seu bom humor que resolvi xeretar no resto. Marina, eu gostaria de te dizer que as vezes a vida nos prega umas peças dificieis de nos trazer algum riso, prazer. Mas Temos que ter força e acreditar sempre que podemos mudar as coisas. Não sei o que seu pai tem, mas consegui captar o espirito da sua filha. Força voce tem, e ele pelo visto também. Quem tem o riso largo, ama a vida e a vida o ama em troca. Tudo dará certo no final, porque a despeito do que dizem, tem sim uma luz no final do tunel. Acredite.
Não sou religiosa,mas acredito em Deus! vou orar por voces, principalmente por ele, mesmo sem saber o seu nome. Deus não precisa de código postal. Força Linda! Beijos

Marina Sabino disse...

Oi Josi!
Muuuuuito obrigada pela força! Meu pai teve problema no coração mas graças a Deus ja esta bem melhor!!!
Seja bem vinda ao blog!!!Ta meio desatualizado pq estou viajando mas assim que der dou uma atualizada!!!!
beijos!!!