sábado, 26 de abril de 2008

Welcome to Good Life

Me piquei pra Sampa na quarta feira, no carrão da minha mãe, ar condicionado balançando meus cabelos, sonzão no rádio e muuuuuuuuuitas risadas indispensáveis de quando junta uma amiga minha da faculdade, minha mãe e eu. Almoçamos no Mirai em Ribeirão Preto e seguimos até Paulínia, aonde acabou a carona da minha amiga. Chegamos em São Paulo 9 hrs da noite, ajudei minha mãe a descarregar as 1084718274186416438 malas do carro, até a escadaria, peguei algumas malas e carreguei até a porta, e entrei correndo pra fazer xixi, mesmo apertadíssima, bati no quarto do meu irmão antes pra chamá-lo pra ajudar minha mãe a subir as malas na escada e corri pro banheiro. Claro que ele só foi alguns minutos depois, quando só tinha 1 mala faltando, a menor e mais leve; a minha é claro. Quando saí do banheiro fui obrigada a escutá-lo dizer:
- Marina, você SEEEEEEEMPRE com esse caô que ta apertada pra não carregar as malas!
Perae, perae, perae, perae:
Whaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaatttttttttttttttttt?????????????????????????????????
A pessoa pegou uma, u-m-a, UMA, uuuuuuuuuuuuma mala!!!!!!!!!!
É o fim da picada.............................
Mas nada que abalasse minha beleza ou meu bom humor pelo fato de ter chegado a São Paulo e sabendo que durante quatro dias eu iria comer muito bem! Na quinta depois do almoço, minha mãe e eu fomos ao Shopping Villa Lobos, comprei umas revistas de gastronomia que eu não acho por aqui na Livraria Cultura, fiquei quase uma hora na Pepper (loja de utensílios para cozinha), e entre facas especiais, raladores diferentes, rolo de abrir massa de 98,00 reais e panelas Le Cruset, saí de lá agarrada ao meu moedor de sal de 25,00 reais! Aliás, se alguém quiser me dar um presente, por favor, gostaria muito, muito, muito de um bilhete da mega sena premiado..............
Uma parada ao Pão de Açúcar do shopping pra umas comprinhas básicas de coisas que também não acho aqui: pistache iraniano, queijo de cabra, macarrão integral, mostarda Frafallot com vinho branco e especiarias, pinoles e couscous marroquino.... A padaria desse Pão de Açúcar tem cada pão.... sem noção!
Já eram 7 da noite quando finalmente sentamos pra comer no Joe&Leo's Best Burguers!

Dividimos um Mexican, hambúrguer de filé mignon com queijo cheddar, broto de alface americana, tomate em cubinhos e cebola fininha e crocante, no pão de milho, com batatas fritas salpicadas com páprica e molho sour cream. Criação de Roberta Sudbrack. Delicioso.
Sobremesa no Amor aos Pedaços, comi uma torta de macadâmia M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A!
Chegou a hora de parar de sofrer e voltar pra casa né???
Peguei o pedaço de torta de brigadeiro embalado pra viagem, juntei as sacolas do Pão de Açúcar e vambora.... Advinha pra quem era o pedaço de torta de brigadeiro do Amor aos Pedaços que eu levava pra casa???? Ummmmmmmmmmmmma mala! Só tinha UMA mala! Eu JURO!
Sexta, esperei minha vó voltar da academia á tarde porque eu queria conhecer esse Café novo que abriu recentemente na Móoca, bem pertinho da academia da minha vó, mas quando chegamos lá estava fechado, só abria a partir das 18h! Passamos na padaria pra comprar um lanche e saímos de lá com RABANADA, MINI PIZZA, PÃO RECHEADO E UMA TORTA INTEIRA DE MORANGO!
Gente...... o negócio é de família..............................
À noite fomos ao Gabriel (fotos do começo do post).
O restaurante tem um ambiente ótimo, descolado, assinado pelo badalado Sig Bergamin. A decoração é de estilo marroquino, com peças de luxo, muito vermelho e amarelo. Freqüentado por várias idades, grupos de amigos interessados no happy hour do escritório aproveitando os ótimos drinks da barwoman Talita Simões que já recebeu voto do júri de Bares no guia Comer&Beber - O Melhor da Cidade, ou no cardápio árabe-mediterrâneo do chef Benon Chamilian. Entre os pedidos da mesa, todos aprovados, polvo apimentado com pimentão e arroz 7 grãos (delicioso, mas suuuuper apimentado); penne ao creme de leite fresco aromatizado de curry, abobrinha em fatias e camarão; frango grelhado e recheado com uvas, molho de iogurte e arroz sete grãos e embutido de faisão com legumes, de sobremesa ótima pedida a tapioca recheada de doce de leite e cobertura de creme brullè.
Tudo de bom que teve o jantar de sexta feira teve de ruim o almoço de sábado! O Boa Bistrô estava na minha lista “Ir Urgente", logo, havia grande expectativa sobre ele, ainda mais por ser muito falado, com sua comida reconfortante, é considerado um refúgio em meio ao caos de São Paulo. O lugar realmente é um charme... Tem um agradável terraço na entrada (aonde sentamos), no interior do resturante parece que as mesas foram colocadas sobre um jardim, e o andar de cima oferece uma sala quase íntima. O courvert tinha pães quentinhos, caseiros e deliciosos. Tinha um pão de milho que era quase um bolo, bem macio... Os drinks eram cheios de frutas, e álcool! Dose de vodca exagerada... Enganamos a IMENSA fome que nos atacava com o couvert e fomos começar os pedidos... Foi aí que o negócio começou a desandar... Taciana resolveu pedir uma entrada e um prato principal pra dividir com o namorado, eu fui de um prato principal e a Cris de outro, quando fizemos os pedidos ao garçom ele respondeu à Taciana: Não, o prato não da pra dividir, é muito pequeno!
1º) Quem sabe do tamanho da minha fome sou eu...
Taciana: Tudo bem mas a gente vai dividir mesmo, pode trazer um prato só, não precisa dividir em dois pratos!
Garçom: Não, mas se a senhora vai dividir é melhor colocar em dois pratos!
(??????????????)
Taciana: Não, pode ser num prato só mesmo! A gente vai comer junto.
Garçon: A SENHORA É QUEM SABE!
(????????????????????????????????????????????????????)
Chegando os pratos a única pessoa que ficou feliz com a escolha foi a Cris, seu risoto de cogumelo com crosta de alho poró estava uma delícia. O meu prato era um peixe com purê de banana e ervilha torta. O peixe tava delicioso, a ervilha tava muito oleosa, e o purê muuuuuuuuito doce, nem parecia que eu estava almoçando... O prato a ser dividido da Taciana era também um peixe com purê de mandioquinha em leito de mel. Tinha muito mel sobre o prato, de maneira que também ficou muito doce.
2º) As mesas são muito próximas, e ao nosso lado estava uma mesa com o VJ Léo Madeira e sua acompanhante que assuava o nariz compulsivamente num lenço de pano!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
No final, ninguém agüentava mais o prato. De sobremesa pedimos o Trio Wonka, que estava ótimo! Era um trio de mini sobremesas de chocolate, um mousse de chocolate com sorvete de maracujá, um canudo recheado de nutella e um mousse coberto com um suspiro de chocolate.
3º) Já passava das 5 da tarde quando pedimos a conta e fomos os últimos a sair do restaurante. Na hora de pagar, primeiro decidimos que cada um pagaria o consumido dividindo em quatro apenas a sobremesa, começamos as contas e acabamos decidindo pegar o total e dividir por quatro em igual. Sem querer Taciana pegou o total sem os 10%, dividiu em quatro, todo mundo pagou sua parte. Saímos, pagamos o valet e entramos no carro que estava estacionado ao lado do restaurante. Todo mundo pronto dentro do carro, quando íamos sair o rapaz do valet BATE NO VIDRO CARRO...
Valet: O garçom está dizendo que a conta não foi paga inteira!
*Todo mundo se olha tenso e constrangido
Valet: Ele disse que está faltando 25 reais!
*Todo mundo continua calado se olhando
O rapaz do valet olha pro garçom que estava na terraço (e não foi capaz de ir até o carro explicar, mandando o rapaz do valet bater no vidro do carro e cobrar) e termina a frase:
Ah, ele ta dizendo que são os 25 reais dos 10%!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
De novo: whaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaatttttttttttttttttttttt???????????????????????????
Gente, vale explicar aqui que não deixamos de pagar os 10% por que não gostamos do tratamento etc e tal. Foi apenas um engano na hora de olhar o valor da conta e dividir por todo mundo. Os 10% não são obrigatórios de maneira alguma. Por lei, são pagos opcionalmente. Vai de cliente á cliente. Não tenho NADA contra 10%, MUITO pelo contrário. Mas daí a cobrar o cliente, um dinheiro que ele não tem obrigação de dar, mandando o rapaz do valet bater no vidro do carro???????
Sinceramente........ Eu não pretendo voltar á um restaurante que no mínimo não trata seus clientes com respeito....
Saindo de lá fomos ao O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo em busca de algum conforto e bom atendimento. A filial da confeitaria portuguesa de Carlos Braz Lopes de nome pretensioso foi trazida por ele e pela jornalista Celina Dias para São Paulo em novembro. Sucesso em Lisboa a mais de 20 anos o bolo tem em sua composição mousse de chocolate, e a curiosidade é que não vai farinha. Tudo o que se sabe é que as camadas do bolo são feitas de merengue de chocolate. O bolo tem apenas duas versões, o amargo, com 70% de cacau (em minha opinião, o melhor), e o tradicional, com 53%. Além das fatias (R$ 7,50), o bolo pode ser adquirido inteiro, para 8 (R$ 59) ou 14 pessoas (R$ 85). Para beber, refrigerante, água, café Suplicy, chá, uma opção de vinho tinto em taça e um Porto. Mas cuidado pra não se assustar! A água custa 6 reais! E o nome do bolo, claro, é apenas brincadeira. Embora ainda assim seja gostoso.
No dia seguinte tentei ir almoçar com meus avós na Tenda do Nilo, mas infelizmente estava fechado. Almoçamos em outro árabe, mas a melhor surpresa foi após o almoço. Convenci (com a extrema facilidade de sempre) meu avô de fechar o almoço no Amor aos Pedaços, mas no caminho pra lá passamos em frente a aquele Café que eu queria ter ido na quinta feira e ele estava aberto, decidimos comer a sobremesa ali e conhecer definitivamente. O Bangkok Café foi de longe a melhor das surpresas do feriado. De ambiente calmo, luz baixa, som ambiente, o local é agradável aos ouvidos e aos olhos. Decorado com objetos tailandeses, tudo era presente de amigos, me contou a dona. O casal, que faz tudo no café, é apaixonado pela Tailândia e em breve vai oferecer sopas e pratos tailandeses. Inaugurado á apenas um mês as comidas e os doces são produzidos pelos familiares, e tudo é natural, fresco e gostoso. Junto do meu capuccino eu comi um D-E-L-I-C-I-O-S-O bolo de iogurte e nozes, com 1 bola de sorvete de chocolate (que de acordo com o cardápio pode também ser de creme ou erva cidreira). Mas a graça do café com certeza é a simpatia e a simplicidade do casal. Apaixonante!
foto daquiDe noite fui jantar no nipo-peruano Shimo.
O Shimo também estava na minha lista "Ir Urgente" e dela saiu direto pra lista dos "Favoritos"!
A decoração da casa é inovadora e moderna, assinada pelo famoso arquiteto Marcelo Rosenbaum, que conferiu ao restaurante três ambientes: um lounge com bar saquê no subsolo, um sushi bar e um balcão comunitário no térreo e um grande salão com varanda no piso superior. O cardápio vai desde o tradicional japonês, com todas as opções de sushi e sashimi, e a cozinha peruana com os ceviche (entrada feita com peixes e frutos do mar marinados), tiraditos (fatias finas de peixe com molho especial) e pratos quentes. Philippe, Tati e eu dividimos juntos três pratos. A entrada Chicharron Marinero (frutos do mar marinados em cerveja empanados com farinha de chuño – batata), o Nuestro ceviche (ceviche nikkey com pimentas asiáticas, acompanha leche de tigre com pisco) *muuuuuuuuuuuuuuuuuuito picante! E um prato quente de filé de peixe branco com salsa criolla , arroz verde peruano e chupe. Delicioso!
A única coisa que irritou foi má distribuição de mesas no lugar aonde ficamos, o que fazia com quem as pessoas, inclusive um garçom em potencial, ficasse esbarrando atrás da gente!
De sobremesa fomos de ragu de tapioca com sorvete de côco (maravilhoso), e um trio de uma bebida peruana (que não me lembro o nome), em 3 versões: sorvete, recheio e não me lembro a outra.... Mas tava muito bom também!
Obs: o site do shimo não tem o cardápio nipo peruano, apenas o japonês!
fotos daqui
Fechamos a noite com um café no Octavio Café! O mega empreendimento do Quércia! O lugar assusta um pouco, você entra e prende a respiração, porque o lugar é daqueles aonde "entrou, respirou=mil reais!". Um expresso pequeno custa R$3, 50, mas o cardápio é irresistível!
Chegamos ás 22:30 e estava lotado, ficamos uma meia hora no balcão até a nossa mesa. Algumas confusões no atendimento devido à lotação, mas o pessoal se esforça bastante pra se desculpar e o pessoal do café faz milagre com tantos pedidos, os 4 responsáveis não param um minuto e são tão bem treinados que ao contrário do salão, ali não se vê confusão nenhuma. A cozinha é a parte. Eu pedi um delicioso Afogatto (era uma taça com caramelo em toda a parede interior, expresso e uma bola e sorvete de côco).


É preciso enfatizar o que 5 dias em São Paulo com essa programação e essas companhias fazem com você: você volta completamente falida, quebrada, indignada, revoltada, arriscando ficar presa na AutoBan sem dinheiro pro pedágio; você começa a se questionar se não seria capaz de assaltar um banco; você daria tudo pra ficar mais uns diaszinhos; e você sente TANTA saudade daquela parte da sua família que ficou lá que você fica 3 dias de cama, doente, sem poder escrever o post!!!!!!!!

E como sempre Taciana se confirmou a minha melhor companhia pra QUALQUER viagem! Porque a gente roooooooola de rir, quando não é de mim (bancária!) é dos outros (que deixam a gente no estacionamento!!!!)kkkkkkkkkkkkkkkkk

Welcome to Good Life!


Gabriel
Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1424H Jardins (11)3063-5400
Boa Bistrô
Rua Padre João Manuel, 950 Jardim Paulista (11)3082-5709
O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo
Rua Oscar Freire, 125 Jardins (11)3061-2172
Bangkok Café
Rua Sebastião Preto, 43 Mooca (11)2028-5344
Shimo
Rua Jerônimo da Veiga, 74 Jardim Europa (11)3167-22222
Octavio Café
Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.996 Jardim Paulista (11)3079-4478

quarta-feira, 16 de abril de 2008

São Paulo!


Recesso de 5 dias em Sampa, pra comer muuuuuuuuuuito bem, passar frio, dar umas bitocas no meu irmão (até a gente brigar, ficar de bico um pro outro, eu chamando ele de Idiota, e ele mandando eu calar a boca), dar beijinho na careca do meu avô, cinema, restaurante bom, passeio e encontros!
see you next week!

bjs!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Receitas!

Sorry I'm late!

Risoto de chá verde com camarão e Banana

Para o arroz:
500 ml de chá verde (usei 2 saquinhos para 500 ml de água)
1 litro de caldo de legumes
300g de arroz arbóreo
algumas colheres de manteiga
3 dentes de alho
1 cebola
150 ml de vinho branco seco
Para o risoto:
900g de camarão grande
1 limão siciliano
1 pedaço pequeno de gengibre (usei um pedaço equivalente a 2 dedos)
1 colher de chá de curry
1/2 colher de chá de açafrão
4 bananas nanicas em rodelas (usei prata, mas acho que nanica fica melhor)
salsinha, sal e pimenta

Limpei o camarão e coloquei para marinar no suco de limão, com as raspas do limão, o gengibre ralado, o curry e o açafrão. Numa panela, dourei o alho e a cebola na manteiga e refoguei o arroz. Juntei o vinho branco e deixei evaporar mexendo sempre. Coloquei todo o chá verde e deixei reduzir até a metade. Comecei a regar o arroz com o caldo de legumes até atingir o ponto desejado. Juntei o camarão e as bananas, e o marinado do camarão, cozinhei mais alguns minutos, depois corrigi o sal!
A receita é basicamente essa, só que fiz algumas alterações!
Não usei arroz arbóreo pq pensei que tinha em casa e só na hora vi que não tinha, fiz com Tio João e ficou ótimo tb!
Antes de juntar a banana e o camarão ao arroz, esquentei uma grelha com 1 colher de manteiga e dourei as rodelas de banana dos dois lados, depois o camarão também! As bananas pq banana frita é bem melhor que normal, e o camarão pq achei que uma corzinha antes de juntar ao arroz ia cair bem!
*Não deixe o camarão muito tempo no marinado de limão senão fica muito forte o gosto de limão.

Bolo de chocolate com Amêndoas

300g de chocolate 1/2 amargo
250g de manteiga sem sal temperatura ambiente
5 ovos
115g de açúcar
170g de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
85g de farinha de amêndoa

* O chocolate meio amargo comprei o mais barato pois vai na massa (usei da marca Carrefur), e a farinha de amêndoas compra-se pronta, mas eu não achei, então só triturei no processador 85g de amêndoas mesmo, a única diferença é que fica mais úmido, a farinha pronta é bem seca! O bolo deve ficar mais leve, mas ficou bom do mesmo jeito!

Comecei batendo os ovos com o açúcar na batedeira, até ficar um creme fofo e espesso. Coloquei no microndas o chocolate picado e a manteiga até derreter. Retirei, misturei bem e deixei esfriar um pouco. Enquanto isso desliguei a batedeira e fui peneirando aos poucos a farinha com o fermento, mexendo cuidadosamente. Depois a farinha de amêndoas aos poucos também, e depois a mistura de chocolate e manteiga. Untei uma forma de fundo falso com margarina e coloquei papel manteiga no fundo. Assei em forno baixo, pre-aquecido 150ºC por quase 1 hora, fazendo o teste do palito.

A cobertura improvisei de última hora, colocando na panela 1 pote de Nutella Genérica Carrefur e 2 colheres cheias de creme de leite. Misturei bem em fogo baixo sem deixar ferver!

Trufas de Caipirinha
*suuuuper fáceis de fazer e quase roubaram a cena!
*é preciso começar no dia anterior, ou mais cedo, pois devem ficar de 2 a 3h na geladeira para endurecer e poder enrolar!

400g de chocolate branco (do melhor agora)
raspas de 1 limão verdinho
70 ml de creme de leite
3 colheres de sopa de cachaça
cacau em pó para cobrir

Derreti o chocolate branco em banho maria, juntei as raspas de limão e o creme de leite. Desliguei o fogo e misturei bem até o creme ficar liso e sedoso. Numa xícara misturei as 3 colheres de pinga com o suco de meio limão, juntei a mistura ao creme e mexi bem. Cubri com filme pvc e levei á geladeira.
Depois fiz bolinhas com 1 colher de chá cheia de massa e passei no cacau em pó!
Geladeira again, até a hora de servir!

Pro Carlos que pediu a receita de saqueroska, Carlos, aqui em casa minha mãe faz sem medida mesmo.... corta geralmente 1 kiwi em pedaços (sem casca), joga na coqueleteira com gelo, dois dedos de saquê e algumas gotas de adoçante, dá uma saculejada e manda pra dentro! Desce que nem água!
Mas como vc disse que vai em um evento, achei uma reportagem com o barman Derivan Souza, que é uma das maiores autoridades brasileiras nessa área e ele da a seguinte receita:
40 ml de saquê
3 morangos fatiados
5 uvas sem caroço cortadas ao meio
açucar a gosto
Em um copo grande ou coqueteleira, coloque o morango, a uva e o açúcar e pressione levemente, em seguida coloque o gelo, o saquê e misture bem. Sirva com um mexedor.

Boas opções pra mim são: kiwi+hortelã+mel, morango+uva, só uva, só jaboticaba, só abacaxi, abacaxi+morango, melancia+gengibre, e minha mãe gosta de lima da pérsia!


Bom final de semana!
Bjs!

terça-feira, 8 de abril de 2008

50x Parabéns!


Hoje minha mãe completa meio século e se eu pudesse escolher um presente pra dar com certeza eu lhe daria uma grande festa, com muita saqueroska, muito vinho, muita cerveja, comida de primeira, e COM CERTEZA um palco com Rod Stuart tocando e cantando (todas as mulheres da festa além da sua música) ao vivo! No final não me esqueceria de perguntá-lo como ele consegue com mais 60 anos ter tanto cabelo na cabeça... e cabelo bom ainda por cima!
Mas como ainda não fomos as afortunadas da mega sena, o presente acabou sendo um almoço em casa mesmo, mas cheio de classe, regado a espumante, risoto de camarão com banana, bolo de chocolate com amêndoas e trufas de caipirinha!E claaaaro, Rod Stuart na tv arrasando com o dvd mais tocado da casa!Inédito!hahahahaha


Eu poderia listar 50 razões pela qual eu amo muito minha mãe... Mas achei que lá pela 28º eu ia começar a encher linguiça, então resolvi numerar apenas as que considero as mais importantes:
- Porque quando ela vai embora eu tenho que dormir de luz acesa pq os espíritos vem atrás de mim...
- Porque toda vez que eu cozinho ela sempre fala que ficou muuuuuuuuuuito bom e eu sempre fico me perguntando se o dia que eu fizer alguma coisa horrível eu vou perceber alguma diferença no "muuuuuuuito bom" dela...
- Porque quase todo domingo ela assiste o lançamento Sabrina, com Harrison Ford, pela enésima vez, dublado, no TNT, e chora....................................
- Porque eu não aguento o verdureiro paquerando ela...
- Porque ela é a mais bonita de todas as mães das minhas amigas, e se veste super bem....
- Porque ela caprichou na hora de escolher: o marido, o meu pai, o ex marido, e o atual namorado...
- Porque ela é baixinha e quando eu abraço com força eu levanto ela do chão e depois finjo que fiquei com dor nas costas só pra chamar ela de gordinha, mas é mentira...
- Porque ela tinha uma Rider rosa que assava eu e o Juão....
- Porque ela era a mais brava de todas as mães....
- Porque ela é a "abelha rainha" das amigas dela e juntas elas parecem um enxame de loucas....
- Porque eu sempre tenho que colocar uma gracinha sobre ela no Blog, senão o post não tem graça....
- Porque ela foi suuuuuuuuper estraga-prazer quando não deixou mais a gente passar a perna no meu pai quando ganhávamos "semanada" (míseros 10 reais por semana) pra comer coxinha na Doçura!
- Porque ela nunca assume que ta de mau humor... Sempre diz que fui eu que comecei...
E porque um dia ela falou dormindo e me contou um segredo... E eu nunca falei nada pra ninguém, mas agora eu vou contar mãe:
- Ela disse que gosta mesmo é quando alguém chama ela de TERESINHAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
I love youuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!
*Amanhã posto as receitas do almoço!

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Peirópolis!


Peirópolis é um dos maiores e mais importantes Sítios Paleontológicos do Brasil, com registros fósseis de aproximadamente 80-70 milhões de anos de idade. As descobertas começaram em 1945, quando operários encontraram fragmentos ósseos de um dinossauro perto da estação ferroviária de Mangabeira. Essa estação já foi alojamento de pesquisadores, laboratórios, reserva técnica, administração e hoje abriga o Museu Palentológico. Das mais de mil e quinhentas peças existentes no acervo fóssil podem ser encontrados exemplares relacionados a dinossauros carnívoros e herbivoros, quelonios, crocodilomorfos, peixes, moluscos, crustáceos e ainda microfósseis de plantas. Dando a Peirópolis-Uberaba o título de Capital dos Dinossauros. Graças a riqueza, importância e abrangência do jazido fossilífero e dos estudos científicos desenvolvidos nesta região, o Sítio Paleontológico de Peirópolis deve ser incluído na lista dos mais importantes do Brasil a serem reconhecidos pela UNESCO.
No Museu dos Dinossauros estão expostos painéis, gravuras, fotos, mapas e textos explicativos, além de uma mostra bastante representativa de fósseis...

O Museu é pequenininho, mas é super bem feito, bem iluminado, bem cuidado... Ao lado tem uma lojinha de doces artesanais, tem passeio de bugge pelo sítio, passeio á cavalo, piscina, pousada, cachoeiras...

A Fundação Peirópolis, é uma entidade sem fins lucrativos, sem ligações políticas ou religiosas, que realiza programas e projetos centrados em Educação em Valores Humanos de abrangência nacional. Instituída em 1995, obteve reconhecimento de utilidade pública municipal, estadual e federal. Dedicada à realização de programas centrados na proposta de Educação em Valores Humanos do educador Sathya Sai Baba, hoje aplicado em centenas de países, possui um espaço com mostra de painéis sobre Amor, Verdade, Paz, Ação Correta e a Não-Violência. Você tem que entrar descalço, o chão é de pedra fria e das caixinhas de som sai um mantra relaxante...
Na hora de ir embora fiquei até com medo de dizer "tchau" pra moça que fica sentada na entrada, com medo dela quebrar só com o som da minha voz, tamanha era o "transe" que ela tava...

Depois do passeio fomos ao Restaurante da Toca, onde tinha música ao vivo, e uma comida deliciosa! Paga-se 16 reais por pessoa e come-se a vontade. Tinha costelinha, linguiça, paçoca de carne seca, polenta, quiabo, tutu, mandioca frita, batata doce frita, galinhada, pinga...



Na foto a Sharlene de perfil...
Ainda me lembro quando eu tinha uns seis anos de idade e o Tio Augusto me deu o Baby de presente! Você puxava a cordinha e ele falava: Não é a mamãe! Não é a mamãe!

sábado, 5 de abril de 2008

Peixe com creme de laranja e meu ódio pelo meu liquidificador!


Pesando que ontem á noite eu fui ao cinema, assistir Juno, e o filme é tãaaaaaao legal que ao sair da sala eu tinha que comemorar e essa comemoração rendeu 3 pedaços de pizza e um petit gateau delicioso, no almoço de hoje preferi escolher uma receita mais light pra compensar... Peguei uma receita de peixe ao creme de laranja e apostei num purê de ervilhas com hortelã de acompanhamento... Mas por enquanto só vale a receita do peixe, que é facinho de fazer e é uma dilíííííícia, pq o purê de ervilhas não rolou muito não... A receita é bem verão e ficou mais ainda já que eu enchi a mão de hortelã pra compensar meu ódio mortal pelo meu liquidificador do tempo que a minha vó era gostosa e que não consegue mais bater nem água com sal! *rrrrrrrrrrrrrrrrrr

Amaldiçoei o bicho e jurei não colocar mais a mão nele mesmo que isso me renda algumas desistências em receitas até alguéééééééééééém me presentear com outro (né mãe?!)!



Peguei uma peça pequena de surubim e temperei com sal e lemmom pepper e coloquei num refratário pequeno de barro. Cubri com raspas da casca de uma laranja e depois reguei com o suco espremido dessa laranja. Polvilhei com noz moscada ralada na hora. Aí misturei duas colheres de chá de manteiga com raspas de um limão e coloquei pedacinhos dessa manteiga sobre o peixe. Cubri com papel alumínioe assei em forno baixo, por 20 minutos. Depois retirei o alumínio e assei por mais 10 minutos. Se quiser pode parar por aqui, mas fiz umas mudanças benéficas á receita. Coloquei o molho que formou na assadeira numa panela pequena, e reduzi em fogo baixo por uns 7 minutos. Acrescentei meia caixinha de creme de leite light (100ml), misturei, joguei sobre o peixe, ralei um pouco de parmesão, joguei por cima do molho e voltei pro forno alto pra dar uma gratinada!
O peixe ficou bem molhadinho por dentro, e o molho é cítrico e leve... Muito bom!
Receita daqui!




Li Aqui uma matéria super legal sobre a Mariana Aydar (um dos nomes mais bem falados da MPB atual) e aproveito a deixa pra apresentar ( a quem não conhece) o livro da Morena Leite, a chef baiana que comanda os restaurantes Capim Santo, em São Paulo, Tom do Sabor, em Salvador, e a cozinha da pousada dos pais a Trancoso Pousada Capim Santo. O livro Brasil - Ritmos e Receitas reúne dois importantes elementos que contribuem para a formação da identidade cultural brasileira: música e culinária. Traz 52 receitas da tradicional cozinha brasileira, revisitadas pela técnica francesa da chef que se formou no Le Cordon Bleu, na França. Junto com o livro vem o CD com canções interpretadas pela Mariana Aydar, cantando músicas que falam de pratos e comidas da tradição brasileira, como Vendedor de Bananas" de Jorge Benjor e "Jurubeba" de Gilberto Gil, proporcionando uma viagem musical pela culinária...



Amanhã vou encher o pandú em Peirópolis!

Depois eu conto....

bjs

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Health Food!


Quando comecei a fazer essa receita no domingo confesso que a
subestimei... Achei que fosse ficar sem graça, pela rapidez e facilidade do preparo...
Mas no final ela se mostrou maravilhosamente deliciosa.
Nada mais justo que lhe dar a devida atenção que não dei no preparo:



Grão de Bico ao Alho com Peixe ao Cominho
2 alhos porós em tirinhas
Casca de 1 limão siciliano médio (usei o verdinho)
5 dentes de alho fatiados
2 latas de grão de bico, escorrido e enxaguado
Salsinha picada
Sal
Pimenta do reino
4 filés de peixe branco (usei surubim do Bigode!)
1 colher sopa manteiga
1 colher de sobremesa de cominho em pó
pimenta Dedo de Moça picada (não tinha,usei biquinho)
Azeite

Aqueça uma frigideira em fogo médio, acrescente um pouco de azeite e o alho poró com as raspas de limão. Refogue até dourar. Adicione o alho fatiado e refogue mais um poquinho. Acrescente o grão de bico, a salsinha picadinha, sal a gosto e a pimenta e misture bem.
Tempere o peixe com sal ( e usei tb lemmom pepper), aqueça a frigideira com a manteiga, um fio de azeite, o cominho e a pimenta picadinha. Doure os filés dos dois lados.
Sirva com fatias de limão!


Você come hein mãe..... Jisuis!